Guia de Comandos


Guia de comandos linux baseado no Guia Foca



Navegar usando este índice

Especial | A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | Todos

M

mesg

Permite ou não o recebimentos de requisições de talk de outros usuários.

mesg [y/n]

Onde: y permite que você receba "talks" de outros usuários.

Digite mesg para saber se você pode ou não receber "talks" de outros usuários. Caso a resposta seja "n" você poderá enviar um talk para alguém mas o seu sistema se recusará em receber talks de outras pessoas.

É interessante colocar o comando mesg y em seu arquivo de inicialização .bash_profile para permitir o recebimento de "talks" toda vez que entrar no sistema.

mkdir

Cria um diretório no sistema. Um diretório é usado para armazenar arquivos de um determinado tipo. O diretório pode ser entendido como uma pasta onde você guarda seus papeis (arquivos). Como uma pessoa organizada, você utilizará uma pasta para guardar cada tipo de documento, da mesma forma você pode criar um diretório vendas para guardar seus arquivos relacionados com vendas naquele local.

mkdir [opções] [caminho/diretório] [caminho1/diretório1]

onde:

caminho

Caminho onde o diretório será criado.

diretório

Nome do diretório que será criado.

opções:
-p

Caso os diretórios dos níveis acima não existam, eles também serão criados.

--verbose

Mostra uma mensagem para cada diretório criado. As mensagens de erro serão mostradas mesmo que esta opção não seja usada.

Para criar um novo diretório, você deve ter permissão de gravação. Por exemplo, para criar um diretório em /tmp com o nome de teste que será usado para gravar arquivos de teste, você deve usar o comando "mkdir /tmp/teste".

Podem ser criados mais de um diretório com um único comando (mkdir /tmp/teste /tmp/teste1 /tmp/teste2).

more

Permite fazer a paginação de arquivos ou da entrada padrão. O comando more pode ser usado como comando para leitura de arquivos que ocupem mais de uma tela. Quando toda a tela é ocupada, o more efetua uma pausa e permite que você pressione Enter ou espaço para continuar avançando no arquivo sendo visualizado. Para sair do more pressione q.

more [arquivo]

Onde: arquivo É o arquivo que será paginado.

Para visualizar diretamente arquivos texto compactados pelo gzip .gz use o comando zmore.

Exemplos: more /etc/passwd, cat /etc/passwd|more.

mv

Move ou renomeia arquivos e diretórios. O processo é semelhante ao do comando cp mas o arquivo de origem é apagado após o término da cópia.

mv [opções] [origem] [destino]

Onde:

origem

Arquivo/diretório de origem.

destino

Local onde será movido ou novo nome do arquivo/diretório.

opções
-f, --force

Substitui o arquivo de destino sem perguntar.

-i, --interactive

Pergunta antes de substituir. É o padrão.

-v, --verbose

Mostra os arquivos que estão sendo movidos.

-u, --update

Move somente arquivos antigos, ou novos arquivos.

O comando mv copia um arquivo da ORIGEM para o DESTINO (semelhante ao cp), mas após a cópia, o arquivo de ORIGEM é apagado.

Exemplos:

mv teste.txt teste1.txt

Muda o nome do arquivo teste.txt para teste1.txt.

mv teste.txt /tmp

Move o arquivo teste.txt para /tmp. Lembre-se que o arquivo de origem é apagado após ser movido.

mv teste.txt teste.new (supondo que teste.new já exista)

Copia o arquivo teste.txt por cima de teste.new e apaga teste.txt após terminar a cópia.