Fórum: LE1.0 - Instalação

Sistema android para tablet MEC

 
Imagem de Edson Farias
Sistema android para tablet MEC
por Edson Farias - quinta, 16 Mai 2013, 20:40
 

Prezados,

Tenho um tablet positivo ypy cedido pelo Mec para uso do professor. Ele está com problema no android, como fazer para instalar novamente? Onde posso encontrar para baixar?

Obrigado!

Imagem de Joecir Oliveira
Re: Sistema android para tablet MEC
por Joecir Oliveira - quinta, 16 Mai 2013, 20:45
 

Aqui temos que enviar para a garantia, não podemos "arrumar".

Imagem de Gláucia Soares Novaes Amaral
Re: Sistema android para tablet MEC
por Gláucia Soares Novaes Amaral - segunda, 3 Jun 2013, 20:00
 

Pessoal Gostaria de saber se alguém tem informaçõa sobre tablets que seao disponibilizados aos formadores ProInfo.

Verdade ou lenda???

Imagem de André Luiz Gonçalves da Rocha
Re: Sistema android para tablet MEC
por André Luiz Gonçalves da Rocha - terça, 4 Jun 2013, 03:00
 

Verdade!

Imagem de Alline Oliveira
Re: Sistema android para tablet MEC
por Alline Oliveira - terça, 4 Jun 2013, 04:29
 

Mais como vai ser isso???

Imagem de Cleide Ginalva Santos
Re: Sistema android para tablet MEC
por Cleide Ginalva Santos - terça, 4 Jun 2013, 23:10
 

Olá pessoal!

Aqui em Sergipe, já foi iniciada a distribuição, foram contemplados professores de 20 escolas do ensino médio nesse primeiro momento.  Há uma previsão de entrega aos alunos dos 3ºs anos do ensino médio até o final deste ano a compra se deu através do FNDE e a Secretaria de Estado de educação do nosso estado.

Abraços

Cleide Ginalva

Imagem de Alline Oliveira
Re: Sistema android para tablet MEC
por Alline Oliveira - terça, 4 Jun 2013, 04:27
 

Também gostaria de saber.

Imagem de Ediberto Queijada
Re: Sistema android para tablet MEC
por Ediberto Queijada - quarta, 5 Jun 2013, 02:00
 

Caros colegas, aqui em Brasília, os professores que receberam o tablets do MEC estão  chamando o amarelinho de pineapple e muitos estão querendo devolver e sequer querem utilizá-lo, dado a enorme quantidade de problemas existentes. 

Pude manuear um tablets e num comparativo com um iPad dá um desânimo e olha que tentei acessar o portal do professor e o e-proinfo através dos dois simultaneamente e não consegui. (Não preciso falar em qual) trava, dá erro e não acessamos.

O abismo entre o iPad2 (2011) e a amarelinho é enorme, o toque na tela é de uma insensibilidade monstruosa. Não culpo o Android, mas num momento que temos tablets com tantos problemas e com a nossa péssima CONECTIVIDADE, teremos mais um enorme abacaxi nas mãos...

Imagem de Antonio Carlos Cardoso da Luz
Re: Sistema android para tablet MEC
por Antonio Carlos Cardoso da Luz - sábado, 8 Jun 2013, 16:35
 

Caro colega, não cabe a comparação entre este tablet distribuido pelo governo e nenhum outro tablet de hardware de qualidade com sistema Android (Motorola Xoom, Galaxy Tab, Galaxy Note, Asus Transformer, etc). Sua comparação com o iPad não faz sentido, primeiro por estes dois tablets utilizarem sistemas completamente diferentes e incompatíveis. Depois pela própria qualidade do hardware. Pela sua fala vê-se que provavelmente nunca teve um tablet Android. Eu tenho dois tablets Android, um Galaxy Tab 7" e um Galaxy Note 10.1 que é infinitamente melhor que qualquer versão do iPad. O tablet CCE distribuído pelo governo e que os professores aqui do MS receberam tem um hardware de boa qualidade. Eu mesmo fiz os testes utilizando o AnTuTu, um aplicativo de Benchmark comparando com o Galaxy Tab de 7" da Samsung (da 1ª geração), que possui um hardware similar. O tablet do governo bateu o Samsung no quesito hardware, porém a tela que a CCE colocou em seu tablet não é boa, o que causa em seus usuários todo tipo de irritação e uma péssima experiência de uso, principalmente para os primeiros usuários do Androdid. Seria obviamente certo esperar que numa licitação pública o hardware não seria um top de linha. Pois o MEC fechou a configuração bem básica do tablet para poder fazer a licitação. Jamais os professores receberiam um Galaxy Tab, ou então um iPad, até porque são fabricados por empresas estrangeiras que não podem participar de licitações públicas. E para terminar, que bom que os professores de Brasília podem compará-lo com o iPad. É sinal que podem comprá-lo. Esta tablet do governo não cabe a vocês. Devolva-o para que outro professor que não tem a mesma capacidade econômica possa tê-lo. A liberdade proposta pelo Android (criado a partir do Linux) é infinitamente maior que as algemas propostas pelo sistema da IOS da Apple, por isso que é possível tê-lo em várias faixas de preços, e qualidade democratizando o acesso, o que é impraticável e impensável em se tratando da Apple. Antonio Carlos Luz, professor de Artes e informática em Campo Grande, MS.

Imagem de Ediberto Queijada
Re: Sistema android para tablet MEC
por Ediberto Queijada - quarta, 5 Jun 2013, 02:00
 

Caros colegas, aqui em Brasília, os professores que receberam o tablets do MEC estão  chamando o amarelinho de pineapple e muitos estão querendo devolver e sequer querem utilizá-lo, dado a enorme quantidade de problemas existentes. 

Pude manuear um tablets e num comparativo com um iPad dá um desânimo e olha que tentei acessar o portal do professor e o e-proinfo através dos dois simultaneamente e não consegui. (Não preciso falar em qual) trava, dá erro e não acessamos.

O abismo entre o iPad2 (2011) e a amarelinho é enorme, o toque na tela é de uma insensibilidade monstruosa. Não culpo o Android, mas num momento que temos tablets com tantos problemas e com a nossa péssima CONECTIVIDADE, teremos mais um enorme abacaxi nas mãos...

Imagem de Joselio Carmeiro
Re: Sistema android para tablet MEC
por Joselio Carmeiro - quarta, 5 Jun 2013, 12:42
 

Estou pasmo.

Pineapple por ser amarelo, ainda vai. Abacaxi no sentido de não ser comparável ao iPad, isto é coisa de quem fala muito.

Se você quer um iPad, compra um. Por que trabalhando em Brasília, provavelmente ganha cinco vezes o que um profissional da educação de outras regiões infelizmente ganha.

Crianças que nunca poderiam usar um tablet já terão acesso a algo que, em alguns casos, será um diferencial. E não só as crianças, mas professores também.

O Brasil é um país de proporções continentais. A realidade dos grandes centros é muito distante da realidade dos demais locais.

A área de tecnologia para a educação do FNDE faz um esforço muito grande para conseguir implementar estas políticas.

São os melhores itens? Claro que não. Poderiam ser melhorados, claro que sim. E devem. Mas para quem está perdido, um passo em qualquer direção é sair da inérsia.

Melhor ter um tablet que não seja o melhor do mercado que não ter qualquer tablet.

Ou você anda de ônibus por que não pode comprar um Maybach e um carro popular "arrumadinho" não é bom o suficiente para um começo?

Lamento muito, mas o que vejo nos fóruns sobre tecnologia para a educação é muita hipocrisia.

Educadores precisam usar o que possuem. Por que o quê importa é EDUCAR.

Passar bem.

Imagem de Ediberto Queijada
Re: Sistema android para tablet MEC
por Ediberto Queijada - quarta, 5 Jun 2013, 17:06
 

Caro Joselio

Quando tratamos de tecnologia "infelizmente" precisamos nivelar por cima. Os HARDWARES atualizam numa velocidade impressionante. melhores máquinas, mais processador...memória...HD....resolução de imagens. Vivemos no IMPÉRIO DAS IMAGENS que sempre demandam  ++++++++++++. 

Se não resolvermos a questão da CONECTIVIDADE ( assunto que o MEC já se pronunciou a respeito) nossos laboratórios estarão condenados ao sucateamento sem utilização do "nosso" dinheiro público.

Se a compra de equipamentos resolvesse o problema da educação, desde a década de 90 o Brasil estaria num outro patamar.

A discussão meramente tecnicista que predomina este fórum é até compreensível, dado a necessidade de um suporte imediato às demandas que surgem a todo instante, mas não tenhamos a ilusão que o "buraco" é maior e mais embaixo. 

Num mundo em que o digital tem tomado conta, termos tablets, e-readers podem ser a solução prática, ecológica e politicamente correta. 

Só que a forma como nossas autoridades se comportam ao distribuir milhares de equipamentos sem oferecer o devido suporte está completamente errada.

Tenho enfrentado diariamente a batalha em tentar inserir meus alunos neste mundo digital, que não diferem muito de qualquer aluno brasileiro e olha, tem vez que dá vontade de esquecer tudo isso. Nas escolas que tenho trabalhado nos últimos anos a realidade é sempre a mesma:

  • laboratórios parados
  • sucateados
  • sem suporte técnico
  • e conexão de uma lerdeza tartarugal 
  • entre outros tantos problemas existentes.

Portanto não me  leve a mal pelas observações sobre o amarelinho e um colega me falou que este tablets funciona legal em sua casa, em SUA conexão.

Como em se tratando de HARDWARE, o último lançamento, o 4G que está chegando nas cidades sedes da copa e tudo que há de mais moderno em termos de tecnologia,  fazem toda diferença sim....e se os professores de Brasília possuem um padrão acima da média nacional, é verdade também que vivemos num lugar onde o custo de vida é bastante elevado. Tudo isso é resultado da luta da categoria por melhores condições de trabalho;

abraços

Imagem de Ednardo Alves de Oliveira
Re: Sistema android para tablet MEC
por Ednardo Alves de Oliveira - quinta, 6 Jun 2013, 03:09
 

Boa noite colega.

Concordo em partes com você  em relação a qualidade dos tablets do Governo. Tive a oportunidade de manusear um YPY da positivo e achei o equipamento razoável mas confesso que ele deixa a desejar em termos de qualidade (tanto que alguns colegas que receberam o equipamento reclamaram de defeitos logo na primeira semana).

Confesso que Sua comparação entre os tablets da positivo e o modelo da maçã soou um pouco desconcertante. Primeiro porque a possibilidade de termos esse tipo de equipamento é bem remota. Segundo porque eu não considero um Ipad como uma ferramenta de bom uso para a educação pois  a oferta de aplicativos voltados pra esse área é bem pequena e a Apple não libera o seu codigo fonte para qualquer desenvolvedor.

Mas uma coisa eu sempre pergunto; Quem é a pessoa que escolhe os equipamentos e tecnologias que são adquiridas para as escolas ? tenho certeza que não é uma pessoa que entenda do assunto pois esses equipamentos que jão são de qualidade mediana ficarão defasados em um ou dois anos e isso irá gerar um novo desgaste e gasto para seja atualizado.

Defendo totalmente o Uso de software livre nas escolas seja por meio de Tablets , smartphones , laptops ou desktops convecionais. Mas pra isso é preciso mais engajamento das pessoas envolvidas (professores e gestores) para que o projeto dê certo.

Imagem de Ediberto Queijada
Re: Sistema android para tablet MEC
por Ediberto Queijada - quinta, 6 Jun 2013, 22:05
 

Caro Ednardo, a comparação com o iPad foi única e exclusivamente feita por ser este o tablets que possuo, isto em sua versão 2 (hoje já está na 4...5...).

Estava na sala de coordenaçaõ quando uma colega me mostrou  e solicitou uma análise a respeito do amarelinho, se servia para alguma coisa.

Lado a lado e utilizando a Wifi da escola,  nem preciso mais ficar tecendo detalhes sobre o desempenho dos 2. (meu iPad é de 2011) e é claro que a defasagem de tecnologia, processadores e sensibilidade de tela são enormes. 

Infelizmente nossas autoridades fazem um tremendo estardalhaço para divulgar que irão distribuir milhares de equipamentos e quando chega aqui na ponta, onde estes equipamentos "deveriam" funcionar o coisa emperra....e a frustação acaba sendo maior e o resultado insignificante. Frequento diariamente o laboratório da escola com meus  550 alunos (14 turmas x 40) e tem dias que dá uma vontade de abandonar tudo, pois temos laboratórios de 2008.

Quanto a questão dos Apps para smarthphones/tablets, infelizmente não teremos muitas opções gratuitas. Também sou defensor dos softwares livres, mas quando o terreno muda para as "lojinhas", applestore, play store, loja do windows.....bem.....a coisa fica ruim pois depende de $$$$.

Infelizmente os bons Apps existentes  são pagos e com os tablets teremos um pineapple dos grandes para descascar....

Para complicar ainda mais a situação, o GRANDE problema que teremos é o da CONECTIVIDADE e só quem REALMENTE utiliza os LIE's sabe o que estamos falando.

Então, sejamos realistas e não criemos uma expectativa muito grande em torno deste projeto, a menos que o MEC começe a disponibilizar conteúdos gratuitos para os tablets (como iremos transferir estes conteúdos???)

Enfim....não vai ser tarefa fácil utilizar os tablets em nosso dia a dia...

Imagem de João Monteiro
Re: Sistema android para tablet MEC
por João Monteiro - sábado, 8 Jun 2013, 10:19
 

Estou pasmo.

Como um "professor" pode ser tão alienado assim. O Brasil é grande sim senhor mas não pode ficar distribuindo produtos que não funcionam direito para nossas crianças. RESPEITE NOSSAS CRIANÇAS RAPAZ.

Aqui em Fortaleza a Prefeita Luizianne distribuiu notebooks ProBook 6465b da HP e agora vem esta imoralidade. FALA QUEM ENTENDE QUEM NÃO SABE DE NADA FICA CALADO.

Imagem de João Monteiro
Re: Sistema android para tablet MEC
por João Monteiro - sábado, 8 Jun 2013, 10:09
 

Professor João Monteiro em Fortaleza.

O tablet do mec é um equipamento que provavelmente será devolvido aos montes, montanhas e cordilheiras continentais. Nunca pensei que o Android pudesse ficar ruim ou melhor péssimo. É de uma incompetência gigantesca o pessoal que comprou este material para alavancar a Educação Brasileira, Devem todos serem demitidos por incompetência ou má-fé.

Imagem de Antonio Carlos Cardoso da Luz
Re: Sistema android para tablet MEC
por Antonio Carlos Cardoso da Luz - sábado, 8 Jun 2013, 16:42
 

Caro colega, seu comentário foi um tanto arrogante. Não cabe a comparação entre este tablet distribuido pelo governo e nenhum outro tablet de hardware de qualidade com sistema Android (Motorola Xoom, Galaxy Tab, Galaxy Note, Asus Transformer, etc). Sua comparação com o iPad não faz sentido, primeiro por estes dois tablets utilizarem sistemas completamente diferentes e incompatíveis. Depois pela própria qualidade do hardware. Pela sua fala vê-se que provavelmente nunca teve um tablet Android. Eu tenho dois tablets Android, um Galaxy Tab 7" e um Galaxy Note 10.1 que é infinitamente melhor que qualquer versão do iPad. O tablet CCE distribuído pelo governo e que os professores aqui do MS receberam tem um hardware de boa qualidade. Eu mesmo fiz os testes utilizando o AnTuTu, um aplicativo de Benchmark comparando com o Galaxy Tab de 7" da Samsung (da 1ª geração), que possui um hardware similar. O tablet do governo bateu o Samsung no quesito hardware, porém a tela que a CCE colocou em seu tablet não é boa, o que causa em seus usuários todo tipo de irritação e uma péssima experiência de uso, principalmente para os primeiros usuários do Androdid. Seria obviamente certo esperar que numa licitação pública o hardware não seria um top de linha. Pois o MEC fechou a configuração bem básica do tablet para poder fazer a licitação. Jamais os professores receberiam um Galaxy Tab, ou então um iPad, até porque são fabricados por empresas estrangeiras que não podem participar de licitações públicas. E para terminar, que bom que os professores de Brasília podem compará-lo com o iPad. É sinal que podem comprá-lo. Esta tablet do governo não cabe a vocês. Devolva-o para que outro professor que não tem a mesma capacidade econômica possa tê-lo. A liberdade proposta pelo Android (criado a partir do Linux) é infinitamente maior que as algemas propostas pelo sistema da IOS da Apple, por isso que é possível tê-lo em várias faixas de preços, e qualidade democratizando o acesso, o que é impraticável e impensável em se tratando da Apple. Antonio Carlos Luz, professor de Artes e informática em Campo Grande, MS.

Imagem de Ediberto Queijada
Re: Sistema android para tablet MEC
por Ediberto Queijada - sábado, 8 Jun 2013, 20:36
 

Prezado Antonio Carlos e demais colegas,

 
A grande questão que coloco em relação aos tablets do MEC, surgiu de comparações inevitaveis entre um iPad e o amarelinho. Apple e pineapple surgiram automaticamente.
Sou defensor dos softwares livres, mas não sou xiita. Faço uso de todos os sistemas conforme minha necessidade.
 
O problema é o grande ABACAXI que teremos que descascar para conseguirmos utilizar os tablets pedagogicamente. Não existem muitos apps gratuitos. , sequer o app TV ESCOLA está no ar. 
 
Apesar de estarmos na capital do país, nossa realidade de escola pública não difere em muito do resto do Brasil. Nossos alunos chegam com vícios, sem preparo quanto ao uso das novas TIC's e só querem saber de joguinhos ...redes sociais....e outras coisas......
 
Sabemos que a chegada dos tablets nas salas de aulas está em contagem regressiva....é só uma questão de tempo.....
 
Entretanto, não podemos entregar um produto qualquer para o professor sem a devida formação para a sua utilização, e o que temos assistido neste campo é sempre uma inversão ....equipamentos>>>>formaçào (quando existe).
 
E para finalizar....batendo na mesma tecla.....o grande problema que temos em relação ao uso de computadores ou tablets chama-se CONECTIVIDADE. 
Enquanto não melhorarmos a velocidade das conexões de nossos laboratórios , os mesmos estarão entregues à poeira.
 
Se temos a internet como fonte de pesquisa, atualização e conhecimento...quando è que a escola terá condições de fazer um trabalho satisfatório neste campo????
 
Segue o debate....
Imagem de Gláucia Soares Novaes Amaral
Re: Sistema android para tablet MEC
por Gláucia Soares Novaes Amaral - segunda, 15 Jul 2013, 20:09
 

Pessoal

Agradeço todas as colaborações quanto às informações sobre os tablets.

Meu problema é: como teremos certeza que os tablets para uso dos formadores ProInfo serão direcionados a estes profissionais?

A verdade é: minha cidade já recebeu os equipamentos (fonte segura) mas não chegou em minhas mãos (e pelo que parece, nem vai chegar...)

Como localizar esta entrega e a finalidade a que se destina???

Se alguém tiver "o caminho das pedras", ajude os demais...

Obrigada

Gláucia

Imagem de Jouber Jordão
Re: Sistema android para tablet MEC
por Jouber Jordão - terça, 16 Jul 2013, 02:46
 

De posse do Código INEP de sua escola, e com autorização da Direção, entre em contato com o 0800 do MEC para informações solicitadas.